Jump to content

Boon


Caidera

Recommended Posts

O NOVO COMEÇO

 

Olá, meu nome é Kalop, mas meus amigos me chamam de Boon. Hoje estou aqui sentado escrevendo sobre minhas recentes histórias, nessa terra tão fascinante e ao mesmo tempo aterrorizadora. Falo de Tibia, um planeta, onde eu acordei não sei como. Me encontrava na frente de, ao que me parecia, um monge. Tentei falar com ele:

- Olá!

Nada veio em resposta, olhei intrigado. O homem me retornava o mesmo olhar, até que veio uma outra pessoa muito abatida, queria saber quem era, e assim se fez, com uma luz esverdeada, surgiu alguns dizeres sobre sua cabeça, estes diziam: 'You see Gulok(level 2). He has no vocation.'. Somente tirei os olhos dos dizeres no momento que ouvi ele falar, me lembrava alguma lingua estrangeira, logo reconheci, era inglês! Fiquei observando a conversa, me assustei bastante no momento que quando o tal do Gulok disse 'Heal', e seu estado melhorou consideravelmente. Ele foi embora. Fiquei na frente do homem, e disse:

- Hi!

Aguardei algo que pareceu uma eternidade, e então veio a tão esperada resposta:

- Hello, Boon! My name is Cipfried, - senti pena do homem, ###### ### ##### que nome feio - how can I help you?

Não sabia o que perguntar e falei:

- Heal

- You don't need be healed. Go away...

Tentei argumentar, mas ele não me respondia, pensei: 'que cara mais mal educado!'. Resolvi então explorar aquele novo ambiente. Andava tranquilamente quando um vento frio bateu em um lugar um tanto quanto intimo, olhei para baixo e vi, ESTAVA SEM CALÇAS! Mas ninguém parecia perceber, comecei a reparar da forma como as pessoas andavam, pareciam meio robotizadas. Não tinham livre arbítrio sobre seus movimentos. Podiam andar somente para frente, trás, lados e diagonal, era impossível, andar daquele jeitinho que vai entre o diagonal esquerdo e o lado esquerdo, parece até peças de xadrez. Voltei a me observar, vi que estava com uma arma na mão, quis saber o que era, e logo apareceu: 'You see a club(atk: 8 def: 3). It weights 10oz.'. Eu definitivamente teria que me acustomar com aquilo. Reparei que ninguém usava o tal club, então cheguei ao lado de um cara, que logo que pensei foi identificado como Raul, um cara com rosto marcado de possiveis batalhas, level 7, me pareceu realmente poderoso. Parei ao lado dele, e já me prevenindo perguntei:

- Where are you from?

- I'm from brazil.

- Que alivio!!! Mano, que ###### é essa? Onde estamos? Você não me vê pelado? Você não tem uma arma como esta? - balançava energicamente o club na cara dele.

- Calma... Pelo visto você é noob. Seguinte, você está pelado mas nós vemos você com roupa, também uso uma arma, no momento é uma Mace. Desculpe, mas tenho que sair. - puff, com uma fumaça branca o cara sumiu.

Pensei, meu Deus, um brasileiro, preciso manter contato com ele, e como se conjurada por uma mão divina, apareceu na minha frente uma janelinha, onde em cima estava escrito 'VIP'. Olhei com curiosidade, com um pouco de receio toquei, era algo muito estranho, não era liquido. Muito menos sólido. Parecia algo como uma gelatinha já meio mole, mas isso não vinha ao caso agora. Tinha visto uma palavra 'ADD', busquei rapidamente em minha memória o significado. Então toquei nessa palavra, apareceu um teclado, feito pelo que parecia da mesma substância da 'janelinha dos VIPs'. Terminei de escrever RAUL, assim que teclei enter, o seu nome ficou gravado na janela em vermelho, passei o dedo em cima para tentar mudar a cor, mas nada aconteceu. Tirei aquela janela de meus pensamentos, resolvi andar um pouco mais, achei algumas lojas, um carneiros, coelhos, veados, tudo me parecia estranho, vi um buero, aberto, UMA PESSOA SAIA DE LÁ! Saia apressada carregando uma pequena mochila, que era igual a minha, nesse novo lugar se chamava 'BAG', me espremi para dentro daquele fedorento buero. Vi vários ratos mortos no chão. Andei um pouco, estava realmente escuro, até que bati a mão em algo na minha cintura, era um bastão, olhei sem entender mais uma vez, quantas vezes iria fazer aquilo não sabia, só tinha certeza que faria aquela cara de dúvida muitas vezes ainda. Nesse momento vi como uma luz no fim do túnel uma pessoa andando em minha direção, segurava aquele mesmo bastão acima da cabeça, o dele era visivelmente mais curto. Refleti por um momento, então lembrei de ver os nomes das pessoas, aquela janela de VIP, pensei em luz. Parecia milagre, uma luz forte atingiu meus olhos, fechei-os por um instante, quando os abri vi aquele bastão em minha mão acesso, ergui acima da cabeça, o homem que vinha em minha direção havia desaparecido. Mas no fim do túnel vi um vulto, muito pequeno para um homem, vindo em minha direção, então eu vi, um rato. Mas não era um rato normal, era realmente GRANDE! Fixei meus olhos nele e logo aquelas palavras verdes apareciam: 'YOU SEE A RAT.', pensei comigo, se aquilo era um rato imagina um cão! Achei que ele passaria direto, mas parou em minha frente, e pulou em cima de mim, percebi que teria o primeiro combate de minha vida!!!

 

 

 

 

O PRIMEIRO LEVEL

 

Realmente tenho que dizer, aquela foi a coisa mais assustadora que eu já havia feito. O rat pulou em cima de mim, joguei-o no chão, mas ele já havia me arranhado, senti uma leve iluminação vermelha no topo da minha cabeça, olhei para cima e vi um número 2, que foi subindo até desaparecer, no momento não entendi. Apenas queria matar aquilo que havia me ferido, pequei o club que estava em minha mão, e bati na cabeça dele, pensando que iria esmagar sua cabeça. Mas ao invés disso, eu ouviu um barulho seco, como se eu tivesse batido com o club em um pedaço de madeira, olhei para o rat, ele estava normal voltando a me atacar, dessa vez atingiu minhas pernas, mas pelo incrivel que parece eu ouvi novamente o mesmo barulho, olhei para o local onde ele havia me acertado, imaginando que iria ter uma feia ferida produzida por sua dentada, mas minhas pernas nuas estavam intactas. Voltei a bater nele, mas dessa vez foi diferente, atingi com muita força, mais do que eu supunha ter. Para minha supresa subiu acima da cabeça apareceu um número parecido com o meu, só que o valor era 3. Nesse instante uma barra verde surgiu a altura dos meus olhos, acho que foi pela curiosidade, de minha parte, para saber o quanto eu o havia machucado, vi que tinha tirado mais ou menos um quinto de toda a barra. A batalha continuou bravamente, horas eu conseguia esquivar de seus golpes puxando a perna, horas ele era agil o suficiente para sair do local onde meu club estaria em um segundo. Quando ele finalmente morreu, acima da minha cabeça subiu um número em branco, cinco era esse número. Fiquei meio encafifado com aquilo, o número vermelho eu entendi rapidamente, tanto que eu fechava os olhos e vinha em minha mente duas barras, mais ou menos de minha largura, uma continha um número, no momento era 142, fiz rapidos calculos, e vi que o rat tinha me feito 8 de dano. O de baixo apesar de estar cheio, com uma substância azul, constava que eu tinha zero, guardei isso mentalmente, para poder perguntar ao Raul, pensei na VIP, ela apareceu a minha frente, o nome dele estava vermelho, algo me indicava que ele não estava acordado.

Enquanto estava absorto em meus pensamento apareceu um cara, não me lembro o nome, era level 2, Ficou perto de mim olhando para o rat, soltou uma risadinha e saiu andando. Não entendi, olhei para o rat, me concentrei nele. Apareceu sobre minha cabeça 'You see a dead rat.', não poderia ser aquilo o motivo pelo o qual o cara estava rindo. Continuei a olhar, até que muito lentamente uma nova janela conjurou-se, parecida com o da VIP List, só que esta era divida, tinha algumas divisões, todas vazias, olhei com curiosidade, mas como percebi que não teria nada que me interessaria naquilo, segui meu caminho. Assim que me afastei do rat, a pequena janela se dissolveu. E assim foi meu dia, até eu encontrar 3 rats. Já estava cansado, minha barra vermelha, que depois descobrir que as pessoas chamavam de HP, estava por volta de 90. Para minha sorte eu estava perto de uma saida. Corri com medo que eles pudessem subir atrás de mim, fui direto para aquele templo onde tinha aquele cara, pois é, corri atoa, além do mais, não fui mais rapido do que se tivesse andado normalmente. Lá chegando encontrei o Cipfried, deu vontade de rir, mas segurei a risada, e falei com ele:

- Hi

- Heal - nem esperei ele responder nada.

Me senti estranhos, brilhos correram por meu corpo, como se me regenerasse, não foi lá de grande ajuda, mas me senti bem melhor. Fui andar novamente pela cidade, fiquei na mesma praça que havia encontrado com Raul, aquele lugar estava sempre movimentado. Fiquei próximo onde Raul tinha ficado, fiquei encostado na parede, pensando sobre aquele número branco, que eu havia recebido após os rats morreram. E não mais para minha surpresa, outra janela se conjurou, está tinha escrito ao invés de VIP List ou Dead Rat, estava Skill, busquei em meu pobre inglês o que significava, logo me lembrei que significava 'Habilidades'. A janela era muito longa, tanto que havia um pequeno rolamento ao lado. Comecei a ler, Experience 85, embaixo tinha uma barrinha quase cheia, pensei que aquilo era o quanto faltava para passar de level, sabia que faltava pouco, pois uma substancia um pouco mais amena que da minha barra de HP, estava quase completando a outra barra. Observei, e logo apareceu em letras cinzas '15%'. Continuei a analisar essa nova janela depois que percebi que faltava apenas 15 de experiencia para passar de level, ou então 3 rats, já pensei em ir atrás de meus pequenos inimigos, mas a curiosidade me conteve. Continuei a observar a pequena janela. Lá havia uma parte com meu HP, minha Cap, minha MP, Magic Level, depois havia meus 'skills', club que já passava da metade, resto estava zerada, todos em 10.

 

Lá estava eu me debatendo novamente com varios ratos. Me sentia poderoso, pois faltava apenas 3 de experiencia para a barra de experiencia completar e eu passar de level. Era para eu ter passado, mas outros moradores daquele estranho mundo, vinham em cima do rato que eu estava matando, eu pedia para não atacar, eles apenas riam. Eles jogavam o rat para longe de mim e ficavam na minha frente, foi nesse momento que eu reparei algo estranho. Eles simplesmente ficavam parados na frente do rat e o dano subia, assim que quando o rat atacava eles, este também ficavam parados. Mais uma pergunta para o Raul... Que para minha alegria tinha acabado de acordar. Queria pegar o level mas queria também muito falar com ele. Pensei nele e disse: 'Finalmente você entrou...', achava que estava falando para mim mesmo, mas quando menos esperei ouvi a voz dele na minha cabeça: 'Olá Boon... tá gostando de ficar aqui?'. Estaquei. Olhei para os lados, nada de Raul, pensei novamente: 'Fica lá na praça tenho que falar com você... estou com muitas dúvidas...', pensei por pensar, estava achando que tinha tido a impressão que ele estava falando na minha cabeça. Mas para, talvez, minha tristeza ouvi a voz dele falando um simples: 'Ok.' entre meus ouvidos. Fora a coisa mais estranha que eu já ouvi. Sai correndo, encontrei um rat no caminho, bati com força, queria mata-lo logo, vi que estava atacando mais rápido, logo o rato caiu no chão, subiu sobre minha cabeça aquele já familiar número '5'. E nem um segundo depois apareceu: 'You advanced from level 1 to level 2.', fiquei parado olhando para meu corpo, meus braços mirrados incharam levemente, dando um formato mais forte ao meu corpo, me senti mais poderoso, pensei em minha barra de vida. Assim ela apareceu na minha frente eu vi que na barra de MP(Manapoints) o 0 havia sido substituido por um 5, entendi que aquilo era por ter passado de level. Enquanto o fenômeno do inchamento dos meus braços, pernas, tronco ainda ocorria, eu pensei na minha barra de skill, olhei rapidamente, pois tinha marcado com o Raul, queria andar e ver. E reparei que isso era possivel. Pensei no lugar que queria ir, depois de sair do buraco e fui lembrando do caminho e andando quase que automaticamente, a barra de experiencie tinha esvaziado lá agora aparecia '100%', a barra de club fighting estava cheia, faltava apenas 1%. Quando voltei a prestar atenção no caminho já estava na frente do Raul que sorria para mim. Pensei na VIP list e vi o nome dele escrito agora em Verde. Olhei para mim, e estava praticamente com a mesma magreza que antes, mas me sentia mais forte. Olhei para Raul e falei:

- Cara... como eu falei com você mentalmente?

- Hahahahaha... também me assustei a primeira vez... as pessoas aqui chamam isso de private message ou se assim quiser PM...

- Tá... - fiquei digerindo a informação enquanto fazia a próxima pergunta - Porque que quando o rato tá me atacando ele se movimenta e quando está atacando os outros ele fica parado?

- Isso, se deve a sua mente presa. Olhe para aquele cara andando. Você o vê andando igual um boneco de madeira? Todo duro?

- Claro! Porque? Você não?

- Nah... eu vejo ele andando, com um pouco de gingado - ele observou o cara andando por um segundo e soltou um comentario - parece até meio gay... - e fez uma cara de desgosto.

- Hahahaha!!! Pra mim parece um boneco...

- Então tenta ver ele andando como você anda.

- Tá bom - mas quando eu olhei o cara desapareceu com uma fumaça olhei para o Raul, ele entendeu meu olhar.

- Olhe para outra pessoa... Depois eu te respondo isso. - disse com rispidez.

Observei um mulher passando, ele continuava com aqueles passos de pareciam um boneco de madeira. Até que um vento passou e a tocha que ajudava a iluminar a praça se mecheu, mudando a sombra que fazia do corpo dela, como magia eu vi ela andando gostoso, viva e feliz. Olhei para outra pessoa que também andava mais rigido, mas era porque ele queria, a unica coisa que eu continuava a ver era as roupas que eram iguais, mas agora elas se moldavam ao corpo. A menina estava com que parecia ser um biquini, muito sensual. Barriga malhada, braços não muito musculosos mas definidos, coxas grossas e torneadas, realmente sexy. O homem era forte parecido com o Raul, olhei para meu amigo:

- #######... que ####!!!

- Hehehe... calma, você está só começando... Tem muito o que descobrir ainda... Bom quanto a pessoa desaparecendo nem eu sei, mas você vai sentindo um mal estar, sua cabeça vai nublando e tudo fica escuro, parece que você desmaia, mas como já descobri. Nesse momento você desaparece, só voltando a este mundo no momento que sua consciência volta. Venha, pelo que vejo você já é level 2, poderá vir comigo caçar uns Trolls.

- Tr... o que?

- Trolls!

- A tá... que isso? - fiz cara de ninguém merece.

- Vem, você vai ver, é bom que nós pegamos uns equipamentos para você.

- Beleza!!!

 

 

<\-----/>

 

Uma história antiga (final de 2005 início de 2006 que escrevi para um projeto já morto.)

Espero que gostem.

 

Não estou com tempo para escrever para essa história, muito menos para a outra ;P

 

Abraços

Link to comment
Share on other sites

×
×
  • Create New...