Jump to content

Mane De Rook E O Misterio Da Caverna Perdida


Magodasabedoria

Recommended Posts

Introdução:

 

Olá galera do Xtibia!!!

Pela primeira vez criarei um Roleplaying.

Tentarei seguir o Tópico do Jv, mas por nunca ter visto uma historia de Roleplaying (por mais incrivel que pareça), tera falhas, erros, muitas vezes acabarei saindo do contesto... Mas enfim, qualquer critica, elogio, sugestão, conselho, etc. podem postar aqui.

Obrigado e tomaraque gostem.

 

Historia

 

Capitulo 1 - O inico

 

Tudo começa em uma ilha chamada Rookgaard. Filho de camponês pobre que morava em uma fazenda antiga, Mane de Rook, é um garoto que acabara de completar 15 anos. Um garoto sonhados, com roupa vermelha, chinelo simples, um colar antigo de seu avó, cabelo curto, espada na mão e um simples escudo, treinava dia após dia para ao crescer se tornar o mais forte de Rookgaard. Infelizmente quando possuia 8 anos, sua mãe foi morta por um monstro marrom com chifres, enquanto estava indo a feira e ficou perdida. Seu corpo foi encontrado perdo de uma caverna, morta, com apenas uma expressão de susto em seu rosto. Mane de Rook, sempre ia ao unico lugar de treino facil na cidade, onde tinha que matar o monstro encontrados em bueiros, considerado o mais fraco. Ate que ao completar 15 anos, ganhou o direito de sair da cidade e viver suas aventuras.

Seu melhor amigo, Couto Jovidam, sonhava em ser guerreiro e viajar para Carlim quando estivesse com 20 anos. Três anos mais velho que o Mane, gostava de treinar com Trolls, e Orcs em cavernas, além de ajudar o Mane de Rook a ficar mais forte.

 

MdR: Finalmente Couto, hoje é meu primeiro dia que eu terei a liberdade para sair da cidade. Precisarei da sua ajuda para sobreviver pelos primeiros dias.

CJ: Claro Mane, pelo visto você já esta extremamente pronto. Seu desempenho de luta e corajem já é quase igual ao meu, mesmo treinando apenas em sua cidade, foi capaz de elevar muito seus poderes. Espero que um dia você seja capaz de ser o melhor de Rook.

MdR: Assim espero. Bom, onde vamos caçar primeiro?

Cj: Pela sua determinação e seu nivel, creio que ja podemos derrotar um temivel monstro marrom encontrado em cavernas... Eles são poderosos, porem inofensiveis, e caso você tenha sorte pode conseguir um colar baranco que tem o poder de evitar envenenamento.

MdR: Genial. Espero que seja capaz mesmo de derrota-los. Breve estarei igual a você.

 

Caminhando, iam em direção a uma caverna escura. Ambos equipados pela melhor espada de Rook, que se é conquistada em uma dificil missão, onde é necessario matar estranhos bichos marrons que rastejam no chão. Couto Jovidam segurava os monstros para o Mane atacar, o qual os derrotava rapidamente pelo seu incrivel desenpenho de treino com espadas.

 

CJ: Mane, você ja esta sendo capaz de derrota-los facilmente. Eu irei em um buraco com uns amigos... Não se preocupe, é que um deles esta em perigo. Eu ja volto, qualquer coisa apenas me chamar.

MdR: Claro, Boa Sorte lá. Tentarei evoluir meu potencial ao maximo. Obrigado por tudo que fez ate agora.

 

Ainda andando pela fria caverna, Mane de Rook estava sendo realmente incrivel. Sua grande grande capacidade de evoluir rapidamente, é incrivel. Quando percebeu já estava matando grotescos monstros verdes, tambem considerados excravos de Minotauuros, em uma andar em baixo, o qual possuia um caminho um pouco estreito. Depois de muitas horas treinando e vendo que ja anoitecia, sentiu falta do Couto o chamou pelo poder de telepatia. Sem resposta decidiu procurar por si mesmo. Entrando pela passagem estreita, encontrou um cara que apanhava para um desses bichos verdes. O ajudando, foi capaz de ganhar um valoroso amigo:

 

MdR: Você esta bem amigo? Posso saber como se chama?

Ca: Estou bem sim, muito obrigado. E me chamo Carlos. Muito prazer!

MdR: O que faz por aqui? Deveria saber que é perigoso... Tudo bem, não importa... Porem deveria treinar mais antes de vim ate aqui.

Ca: Sim, realmente não deveria ter vindo até aqui... Mas é que... eu não encontro meu irmão em lugar algum... Ele veio treinar entre esses monstros grotescos verdes e creio que foi nos temiveis monstros de chifre.

Mdr: Bom... isso é um problema... vamos procurar seu irmão, depois vamos procurar meu amigo. Mas temos que tomar muito cuidado, esses monstros são muito poderosos, teremos que unir nossas forças para lutar contra eles.

 

Será que Carlos e Mané de Rook conseguirão entrar na misteriosa caverna de Minotauros? O que deve ter acontecido com seu amigo e o irmão de seu outro amigo? Tera algo haver com a morte de sua mãe? Como deve estar seu pai uma hora dessas, vendo que seu filho demorava para chegar em casa? Muitas coisas ainda acontecerão no proximo capitulo de Mane de Rook e O misterio da Caverna Perdida.

 

--------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Capitulo 2 - Entrando em Apuros

 

Continuando a caminhar pela caverna escura, apenas iluminada por uma tocha de fogo, ambos guerreiros vão em busca do irmão de Carlos. A cada passo que davam, sentiam que era um passo a mais para o perigo, podendo ate terminar em morte. Montros apareciam, mas isso não temia o Mane, afinal, eram todos fracos. A unica coisa que temia era os minotauros que estariam cada vez mais perto. Encontraram uma pequena porta aberta que levava a uma sala. Chegando nela, viram que ela estava muito mal cuidada, porem bem iluminada, eram capazes de ver uma mesa e mais a frente uma porta. Indo ate ela, perceberam que ela estava fechada, e sem pensar duas vezes resolveram voltar. Porem não foi tão simples assim. Quando começavam a recuar a porta se abre e lá de dentro sai um ser horrivel, com chifres e bastante zangado. Mane ainda com medo, tenta fugir por onde vieram, mas era impossivel já que o monstro era rapido de mais. Pensando em sua mãe resolve o enfrentar:

 

Ca: Esta louco? Não pode lutar contra ele. Além de muito forte é superior a nós! Não temos nenhuma chance... é o nosso fim!!

MdR: Eu não tenho medo!!! Sei que um desses monstros mataram minha mãe... Não terei dó dele... Você pode correr, mas eu irei ficar. Minha raiva é bastante para derrotar o maldito!!!

Ca: Não sabe do que esta falando... eu ja vi um desses, pode ter certeza que seu poder é incrivel... mas em todo caso, você me ajudou a matar aquele orc, lhe devo minha vida, por isso irei ficar.

 

Enquanto isso, o pai do Mane em sua casa, estava na sala já estava muito preocupado com seu filho, que ao primeiro dia de treino lá fora e demorava muito para chegar. Vendo que já era 3 da madrugada, começava a ficar desesperado e resolveu chamar o pai do Couto, indo em sua casa. Colocou um casaco, e saio pela noite afora.

 

Mane apanhava muito do minotauro, e o Carlos por mais que tentasse não conseguia realmento o ferir. Porem o Mane, mesmo se quisesse não poderia deichar de enfrentar o monstro, afinal, sua grande raiva não o permitia! Parecia estar tudo perdido, estava muito machucado ambos, e o monstro era muito habil e forte. De repente viram uma luz. Não conseguiram indentificar o que era, apena um cisco de luz, que atravessava o minotauro, fazendo um buraco em sua barriga o derrotando na mesma hora. Ambos olhavam pra um lado e para o outro, porem não viam nada.

 

MdR: O...o...o que foi isso?

Ca: Eu não sei... não faço a manor ideia... e nem quero saber... so quero sair daqui, vamos sair daquiiii!!!!

MdR: Sim, claro... vamos... é mais perigoso do que pensei! Mas e essa porta que se abriu? O que sera que tem nela?

Ca: Não quero ficar para descobrir, eu vou embora...

MdR: Vamos, to muito curioso para saber... aaa... tudo bem, quando estivermos mais fortes iremos voltar! Vamos embora agora.

 

Voltando o caminho e abandonando a sala, iam cuidadosamente andando fazendo se caminho de volta... Porem depois de algum tempo notaram que estavam perdidos. Completamente perdidos. Não faziam a menor ideia do caminho de volta. Ambos começaram a entrar em desespero. Possuia sempre muitos caminhos e passagens para ir, que acaba os confundido.

 

Ca: Cara, e agora, estamos perdidos, o que iremos fazer?

MdR: Vamos manter a calma, olhe bem, temo que seg...

Alguem: SOCORROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ca: Epa, o que foi isso?

MdR: Eu conheço essa voz... COUTOOOOOOOOOO

Ca: Vem daquele lado!!! Vamos rapidooo!!!!!

CJ: ALGUEM ME AJUDEEEEEEE

 

O que sera que esta acontecendo com o Couto? Porque esta gritando? E o que o pai do Mane ira fazer para ajuda-lo? O que sera aquele misterioso cisco de luz que atingira o Minotauro? Muitas coisas ainda acontecerão no proximo capitulo de Mane de Rook e O misterio da Caverna Perdida.

 

---------------------------------------------

 

Capitulo 3 - Missões: A aventura começa

 

PdM(pai do mane): Temos que fazer alguma coisa. O Mane e o Couto não aparecem a muito tempo. Deve ter acontecio algo!

PdC(pai do couto): Realmente... eles foram treinar perto da caverna de onde sua mulher morreu...

PdM: Mas ja procuraram muito por lá. A caverna não é tão perigosa. Creio que todos que possuem mais de 15 anos são capazes de derrotar os 2 montros que lá habitam. Não se sabem de onde surgiu aquele monstro que derrotou minha mulher.

PdC: Eu entendo... Mas acho que deicharam passar algo. Pegue um objeto que pode furar a terra e um que possa cavar, para assim damos uma "explorada" melhor. Irei tambem pegar um mapa, para facilitar nossa busca.

 

Assim, ambos bem equipados e com um mapa, seguiram pela floresta ate a casa do pai do Mane, pegar os tais objetos. Entrando na fazenda, foram rapidamente até o quarto e após os pegar foram em direção a caverna onde sua mulher estava morta.

Estava escuro e perigoso. Eram atacados constantementes por montros, porem suas corajem eram imensas e por mais que quisessem não eram capazes de parar.

Chegando na caverna, ambos entraram cuidadosamente e após isso seguiram para dentro. A caverna era pequena e fechada, não havia lugar para irem de muito espaço. Com dois andares, uma com trolls e outra com orcs, era impossivel encontrar algo por ali. Porém, enquanto cada um dava uma volta, o Pai do Mane achou no chão o colar do Mane que tinha ganhado do seu avó, o que confirmava sua presença. O pai do Mane pegou o objeto utilizado para cavar e o pai do Couto pegou o outro objeto que era capaz de furar a terra. Ambos começavam a explorar, em tudo que era lugar. Sem muitos resultados, depois de algum tempo explorando sairam tristes da caverna por não ter conseguido achar nada.

 

PdM: O que você acha? Não é possivel que não tenha nada, meu filho esteve aqui, olhe seu colar!

PdC: Ja olhamos em tudo, daqui a pouco vai amanhecer. Olhe, porque não vamos procurar algo para comer, e depois levamos algum alimento para a caverna? Nós voltamos quando manhecer e vamos dar uma explorada melhor. Estou morrendo de fome...

PdM: Compreendo... ainda sim quero procurar mais. Olhe, vai caçar algo para nós que eu continuarei por aqui.

PdC: Tudo bem, você que sabe! Eu já volto.

 

Pegando o caminho de volta, o pai do Couto não sabia que ele nunca mais iria voltar...

 

Mane e Carlos corriam rapidamente pela caverna de onde ouviram o grito do Couto. Mas já como o grito tinha parado não souberam exatamente o caminho. Quanto mais andavam, parecia que mais se perdiam e se destanciavam do Couto.

Quando estavam cansados e resolveram dar uma descansada, aparaceu um guerreiro, vindo do lado oposto:

 

Opim: O que vocês fazem por aqui? Não sabem que esta caverna é amaldiçoada? Quem entra aqui jamais sai!!!

Mane: Quem é você? De onde você veio?

Opim: Me chamo Opim. Eu moro dessa caverna. Sou o unico que sei onde fica a saida desse local. Porem não é tão facil.

Carlos: Nós ajude por fa...

Opim: SILENCIO SER INSIGNIFICANTE! Da pra ver que vocês são um bando de principiantes. Nessa caverna moram monstros inimaginaveis. Seres das trevas costumam a cultuar por aqui. Posso saber porque vieram para ca?

Mane: Eu estava treinando com meu amigo Couto, ai encon...

Opim: Espere... você disse Colto? Um garoto que tambem entrou aqui um pouco mais cedo?

Mane: Sim, você o conhece?

Opim: Ele falou comigo. Ele caiu em um buraco infestado de monstros da terra que rastejam. Provavelmente esta morto agora.

Mane: Como pode dizer isso? Esta querendo dizer que existe muitos desses poderosos montros da terra que rastejam no chão?

Opim: Estou tentando dizer que esse é um dos montros mais fracos dessa caverna. Muito mal um guerreiro ou Mago da Cidade conseguiria os enfrentar.

Carlos: Estamos ferrados... e agora senhor? Meu irmão tambem deve estar por aqui!

Opim: Felizmente como tinha dito sei como sair. Mais para isso vocês tem que passar por 5 dificeis missões. Cada uma mais perigosa que a outra. Bom... quando entrei aqui tinha 3 amigos, cada um com um objeto magico. Ao serem mortos, os objetos ficaram guardados em uma sala. Sua primeira missão é localizar onde estão os 3 objetos magicos. Eles os ajudarão nas proximas missões.

Mane: Sim claro. Vamos dar uma explorada.

Opim: Muito cuidado. Muitos segredos se encontram por esse lugar. Já vivo aqui a anos e nunca consegui conhece-lo por inteiro...

 

Com isso Mane de Rook e Carlos, foram procurar os 3 objetos magicos para tentar escapar da Caverna.

 

E agora? Porque sera que o Pai do Couto nunca mais ira voltar? O que vai acontecer? E o pai do mane, sera que vai achar o caminho? Quem sera esse Opim? Que monstros e misterios ainda são guardados nessa maldita caverna? Sera que irão achar os 3 objetos magicos? Sera que o Couto realmente morreu? E o irmão do Carlos, onde estara uma hora dessas? Muitas duvidas surgem nessa parte da historia. Misterios e mais misterios aparecem. Muitas coisas ainda acontecerão no proximo capitulo de Mane de Rook e O misterio da Caverna Perdida.

 

 

Capitulo 4 - A invasão

 

O pai do Couto ao amanhecer, caminhava pela floresta em busca de comida o suficiente para explorar mais cavernas até encontrar seu filho e o filho de seu amigo. Depois de andar um pouco, chegou a um campo de animais, e com sua espada começou a caça-los. Apos alguns minutos, tinha uma quantidade suficiente e resolveu voltar a falar com o Pai do Mane.

Enquanto voltava pela floresta já de manha, viu uma fumaça subindo do lado oposto da floresta. Curioso, rapidamente foi ver o que era e se encontrava alguem que pode-se o ajudar. Chegando perto, viu que era um tipo de acampamento, porem não era um acampamento normal... Estava repleto de Minotauros. Provavelmente não estaria ali por muito tempo. O pai do Couto assustado, resolveu chegar mais perto para saber o que estava acontecendo ali. Atraz de algumas árvores é capaz de ouvir uma conversa de dois minotauros:

 

Mino1: Isso esta demorando muito... estou repleto de fome.

Mino2: Calma, quando atacarmos a cidade, o corpos de todos seus habitantes serão nossos. Comeremos o bastante e voltaremos com muita carne ainda para nossa carverna.

PdC: (Então esiste uma caverna repleto de minotauros... e eles vão atacar a cidade?? Mais que droga...)

 

O pai do Couto assustado, resolveu voltar rapidamente para a caverna e pedir ajuda do pai do Mane, assim ambo voltariam para a aldeia e preparar o povo. Porém não foi como planejado...

 

Mino1: Epa, quem é esse ai?

Mino2: É UM HUMANO!!! SAI DAI IMEDIATAMENTE

Mino1: Acho que já achei meu petisco, hehe

Pdc: Me deichem em Paz, porfavor! Prometo que não farei nada contra vocês, piedadeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!!!!!!

Pdc: ***

Mino2: Agora que o matamos, vamos come-lo aqui mesmo, não quero repatir com os outros, hehe.

Mino1: Sim... claro. Daqui a pouco vamos atacar finalmente a cidade!

 

O pai do couto, ao ver que o pai do Couto demorava muito, resolveu explorar a caverna por si mesmo. Depois de pouco tempo, ouviu um barulho dentro da caverna. Escondido, correu para ver o que era. Uma parede tinha se aberto e de la saio dois minotauros. Apos ambos sairem, a porta ainda permanecia aberta, abrindo um caminho e um buraco. Rapidamente o pai do Mane entrou e desceu o buraco.

 

******

 

Ao amanhecer o povo de Rookgaard acordava. Crianças saiam de suas casa e iam brincar, lojas começavam a se abrir, guerreros começavam a se preparar para treinar. Enquanto isso, no acampamento de Minotauros, mais dois chegavam... Os mesmo que haviam saido da caverna. Pouco tempo depois, todos saem armados e equipados seguindo para a cidade.

 

Criança: Papai, o que são aquilo se aproximando?

Andre: Droga... são minotauros... o que isso??? São milhares!!!!! PROTEJAM-SEEEEEEEEE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Minotauro: ATACAAAAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

Os Minotauros começaram a entrar na cidade e destruir tudo. Nada conseguia escapar. Nem crianças, nem adultos, nem velhos, nem guerreiros fortes e valentas da devastosa invasão que acontecia. Casas foram destruidas, lojas e tudo mais que podia ser imaginado. Andre se escondeu atraz de uma casa, com seu filho. A casa foi atacada pelos minotauros, fazendo ser destruida e a telha caiu em cima da criança, a matando na hora. Andre desesperado vendo seu filho morto, perde o controle e começa a ficar muito nervoso. Rapidament correu, escondido dos minotauros, saio da cidade e escondeu na floresta, ainda sim os observando. Chorando, pela sua familia destruida.

Após 1 horas de devastações e lutas, os minotauros deicham a cidade. Andre escondido, resolve os seguir. Eles começaram a seguir um caminho da floresta com varios corpos, e entraram em uma caverna. A mesma caverna onde esta Couto, Mane, Pai do Mane e Carlos. Andre os seguiu ate seu interior. A porte secreta abriu e os minotauros começaram a entrar. Depois que todos entraram, escondido o Andre tambem entrou. Com cuidado começava a vaculhara a caverna. Não sabia ele no perigo que tinha entrado.

 

E agora? A cidade de Rookgaard foi totalmente destruida. So existe alguns sobreviventes. O que vai acontecer com Andre? Onde estarão Mane e Carlos? E o Couto, sera que esta vivo? E os Minotauros, o que fazem naquela caverna? Aquele seria "sua moradia"? Que perigos ainda estão escondidas na caverna? Muitas coisas ainda acontecerão no proximo capitulo de Mane de Rook e O misterio da Caverna Perdida.

 

 

Capitulo 5 - A Grande Equipe

 

Mane: E agora Carlos? Como vamos saber onde estão esses objetos magicos?

Carlos: Talvez devessemos procurar naquela porta do minotauro que se abriu... onde saiu um feixe de luz!

Mane: É mesmo... ali é um bom lugar para procurar, muito suspeito. Vamos

 

Enquanto isso o Pai do Mane, andando pela tenebrosa caverna, fica arrpiado ao ver corpos espalhados no chão. Ainda com um mapa, trassava todo seu caminho nele, para se um dia sair, adicionar esta parte da ilha que era desconhecida.

Ouvindo uivos dos minotauros resolveu dar uma checada do que estava acontecendo. Sangue... muito sangue que travava um caminho ate uma sala, repleta de minotauros e orcs presos por correntes grossas. O sangue era das pessoas que foram mortas na cidade.

Quando percebeu havia alguem atraz dele. Rapidamente sacou seu machado em direção ao que estava atraz dele. Era o Andre.

 

Andre: Não me mate por favor!

PdM: Quem é você? O que esta fazendo aqui?

Andre: Rookgaard foi atacada por milhares dos minotauros, destruiram tudo que havia e levaram o corpo da minha mulher e da minha filha.

PdM: Bom... você não é o unico. Perdi meu filho, acredito que ele ainda esteja por aqui... vivo ou morto...

Andre: Bom, se ficarmos aqui olhando eles não ganharemos nada. São mais de 50 e nós somos so 2.

PdM: Ok, vamos explorar a caverna e ver se encontramos algo que possa nos ajudar!

 

Mane e Carlos tentam voltar a encontrar aquela porta, mas sabiam que jamais iriam conseguir. Aquilo ali era um labirinto, sem duvida nenhuma! Sofrendo constantes ataques de trolls e orcs, conseguiram almentar seu poder de luta, ficando cada vez mais ageis.

Acharam uma tocha no chão. Iria ajudar provavelmente. Acenderam a tocha e continuaram a procurar um caminho.

 

Ja o Pai do Mane e o Andre, tentando procurar algo que os ajudassem, encontraram uma porta e logo dentro um bau.

Andre foi correndo no Bau enquanto o pai do mane pedia cauma. Abrindo rapidamente o bau, la de dentro saiu milhares de aranhas venenosas, os quais os envenenaram em quetão de segundos.

Pai do Mane, ja preparado com pedras de antitodo, a usou e começo a batalha. Eram centenas de aranhas, morriam rapido, mas sua grande quantidade dava trabalho. Não tinha jeito a não ser correr.

Andre e o Pai do Mane corriam rapidamente ate mesmo sem saber o caminho em que iam. O pai do mane, tentava ainda sim, com uma mão, porque com a outra se protegia, traçar uma linha do caminho de volta.

Depois de tanto correr viram uma luz la no fim. Ambos achando que era uma saida correram rapidamente, mas estavam enganados. Era o Mane e o Carlos.

 

Mane: Pai? Você aqui?

Pai do Mane: Depois conversamos filho, nos ajude

Carlos: O que é isso? A não...

 

Vinham em sua direção centenas de aranhas venenosas. Mane jogou sua tocha no chão as queimando e fazendo uma barreira de fogo impedindo que elas passassem. Correram rapidament, pois não sabia por quanto tempo a tocha ficaria acesa.

Apos correrem por algum tempo, eles finalmente tiveram um tempo para conversar.

 

Pai do Mane: Filho, que bom que você esta bem!!! Fiquei tão preocupado!

Mane: Bom você ter chagado pai... Nós temos uma missão para fazer se quisermos sair desta caverna. Bom, na verdade... 5!

Andre: Nossa... la vem confusão...

 

Mane explicava para seu pai e ao Andre sobre o Opim e o que tinha dito. Apos cansados e de comerem um pouco de alimento que haviam conseguido nos montros que mataram, eles se levantaram e tentaram procurar uma forma de achar a sala do minotauro.

Enquanto andavam, escutavam barulhos logo a frente. Indo em sua direção, ao ver, eram 3 minotauros com o Couto e mais 2 pessoas em uma sacola que carregavam. Amarrados e desmaiados!

Mane sem pensar duas vezes sacou sua espada, assim como Andre, e o Carlos e Pai do Mane seus machados.

Começou uma grande batalha. Enquanto dois minotauros lutavam, o terciro fugiu com a sacola com o couto e os 2 caras.

Após alguns minutos de batalha, o ultimo golpe do Andre e do Carlos, derrotaram os malditos minotauros.

Observando que o terceiro havia fugido, entraram em desespero.

 

Mane: Que droga, mais uma vez perdi o Couto

PdM: Calma mané vamos encontra-lo... acho que ate ja sei o que eles querem...

Andre: Como assim?

PdM: Ouvi falar que a cada 100 anos, minotauros saem de suas carvenas e atacam a city, para conseguir alimento e 3 humanos humildes para sacrificio ao seu senhor: O minotauro Mage.

Carlos: Mas espere... então o Minotauro Mage que é responsavel por isso?

PdM: Calma, ainda não terminei. Muitos acreditam que o minotauro mage é um dos Guardiões Sagrados, no caso, protege a ilha de Rookgaard. Provavelmente existam outras que Sejam guardiões de Thais, Carlim, Venore entre outro.

Carlos: Quer dizer então que estamos na caverna do Minotauro Mage, ou na caverna dos Guardiões?

PdM: Acredito que na do Minotauro Mage, mas que essas cavernas possam ter ligação as outras com seus outros guardiões. De acordo com que o mane disse que o que o Opim falou, estamos em uma caverna amaldiçoada. Muitas coisas ocorrem por aqui.

Mane: Ei espere... Carlos, aquela não é a porta onde enfrentamos o Minotauro pela primeira vez?

Carlos: Sim, e veja: Aquela porta esta aberta, vamos entrar...

 

Passaram então pela mesa e entraram na porta. Encontraram então 3 Baus.

 

Andre: Un... temos 3 baus aqui... Dessa vez vamos com calma... qual devemos abrir?

Mane: Vamos abrir todos um por um. O que sai dai de dentro... ENFRENTAMOS JUNTOS! DESSA VEZ NÃO VAMOS CORRER!

 

--------------------------------------------------------------

Penultimo Capitulo

 

Capitulo 6 - Hora De Lutar

 

Cuidadosamente André abre o primeiro baú...

Ao abrir vê um corpo e do seu lado um cajado... Um cajado mágico, usado apenas para magos.

Mane abre o segundo... Possui nele mais um corpo e na sua mochila, varias runas.

O Pai do Mane abre o terceiro... E acha uma poderosa espada de fogo.

 

Mane: Finalmente encontramos os objetos mágicos... Acredito que eram esses três os objetos mágicos. Teremos que procurar agora o Opim... Assim nos passando as próximas missões.

Carlos: Mane, desculpe te interromper, mas... Acho que tem um inseto dentro desse corpo no baú ai...

André: A não... São abelhas...

Mane: Otimo, vamos mata-las!

 

Assim mane e todos os outros sacam suas armas e destroem um por um uma rajada de abelhas que saiam de lá rapidamente.

 

Pai do Mane: Filho são muitas...

Mane: Desculpe pai, já estou cansado de correr, agora é pra valer!!! Epa... Uma runa caio no chão...

 

Após a runa que estava na mochila cair no chão, uma rajada de fogos apareceu no chão, atingindo todas as abelhas as destruindo na mesma hora.

O fogo passava de abelha em abelha fazendo as explodir a cada segundo.

 

Carlos: O que foi isso? Isso é uma runa de bola de fogo... Já ouvi falar... Os magos da cidade costumam a criar essas runas... Ele devia ser uma...

Mane: Não é isso que eu temo, e sim o que o matou...

André: Seja lá o que foi, vamos o enfrentar... Sempre unidos.

Mane: Claro... Quem é aquele que esta vindo ao longo da estrada?

Carlos: Veja, é o Opim!!!

Opim: Vejo que conseguiram os três objetos mágicos... Foram mais longe do que imaginei... Muito bom!

Mane: Me diga, você sabe algo sobre esse ritual que os minotauros estão fazendo?

Opim: Olhe, não estou aqui para contar historias, e sim para o mostrar a saída dessa caverna. Bom... Você ai... Como se chama?

André: Me chamo André! Porque?

Opim: O que você acha de se tornar um Guerreiro do reino?

André: Você esta falando serio?

Opim: Lógico, o Oráculo não é o único que tem a magia de dar vocações a moradores da ilha!

André: Lógico que eu aceito... Meu nível é muito baixo... Mas eu não recuso!

Opim: Você, como se chama?

PdM: Erestaucio...

Opim: Gostaria de se tornar um mago?

PdM: Nossa... é lógico... é o que eu sempre quis...

Opim: Muito bem. Erestaucio, pegue a mochila com as runas e o cajado mágico. E você André, pegue a espada de fogo.

 

Ambos obedecendo, pegaram imediatamente o que foi pedido. Opim, com suas palavras mágicas e um mexer de dedos, tornou o Pai do Mane um Mago e o André um guerreiro.

 

Opim: Agora que vocês já estão prontos, Erestaucio, leia esse livro... você aprendera a fazer uma magia de luz para guiar seus caminhos e de localização para encontrar os desejados amigos. Treine-os para ficar cada vez mais poderoso. Enquanto a você André, treine com sua espada de fogo, sua chama se acendera conforme seja necessário, aumentando seu poder. Bom, enfim, vocês ainda não fizeram suas 5 missões, ainda faltam 4. Devo assumir que esta seria a mais difícil, mas isso os ajudariam... Bom, a próxima missão de vocês é encontrar um anti... ughhhhhhhhh aaaaaaaaaaaaaaa!!!!

 

Derrepente Opim se deita no chão e começa a tremer violentamente cuspindo sangue para os lados. Ele havia sido atacado por um raio.

Rapidamente Mane olhou para traz e viu o temido... minotauro mage, o qual deu uma simples risada e desapareceu num piscar de olhos.

 

Carlos: Que droga foi essa? O que o atingiu? Foi à mesma luz que vimos matar o primeiro minotauro que encontramos naquela sala.

Mane: Foi o minotauro mage, dessa vez eu vi!!! Ele naquela hora não queria matar o minotauro, e sim nos matar!!! Realmente, estamos no labirinto dele, no jogo dele. Não temos escolha à não ser... jogar!

PdM: Vou estudar esse livro!!! Usarei o poder de localização no minotauro e do Couto.

 

Enquanto isso o Pai do Mane se concentra para aprender as magias, sentado no chão da caverna, que por sinal estava quente, porcausa da espada do André, o que treinava com o mane e Carlos.

Apos algum tempo de 3 horas, estavam treinados o suficientemente.

 

PdM: Já estou bom em localização e na magia de iluminação: "utevo gran lux. Vamos atraz dos minotauros e recuperar o Couto daqueles minotauros!!!

André: E eu quero ter o prazer de cortá-los com minha espada de fogo... usarei todo minha raiva de vingança da morte de minha mulher e filha para destruir os malditos... grrr

Mane: Pois então... acho que... a guerra começou!!! É HORA DO ATAQUE!!!!!!!!!!!! VAMOS VENCER EM NOME DO OPIM, DA MINHA MÃE, DE TODA CIDADE DE ROOKGAARD E DE TODOS QUE DE ALGUM FORMA MORTOS POR ESSES DESGRAÇADOS!!!!

 

Equipados, o Pai do Mane usa seu poder de localização para encontrar a localização do Couto. Ambos atraz deles, vão à direção onde ele aponta. Até que chegam em uma sala.

Lá dentro a muitos minotauros, e o Couto com seus 2 amigos desmaiados e deitados, cada um em uma cama no centro, e os minotauros faziam uma espécie de macumba em volta dele.

 

Sem paciência o Mane pula no meio deles e saca sua espada. Igualmente faz todos os outros. O Mane, diferente de no inicio, já havia evoluído muito seu poder de luta, sendo capaz de matar um minotauro em menos de um minuto. O ruim era que eram muitos. Apanhava muito, sentiu seu braço sendo espancado pelos milhares de minotauros em sua volta. Logo viu uma bola de fogo vindo em sua direção. Rapidamente abaixou e ouve uma explosão no chão, acertando todos os minotauros em sua volta os jogando longe.

O Pai do Mane, por mais que tentasse guardar as runas, tinha que usar para salvar os amigos. Com seu cajado era capaz de machucar bastante os minotauros, porem era violentamente acertado por chifres que vinham de todos os lados.

André, furiosamente derrotava os minotauros com apenas um golpe. Sua raiva fez o fogo da sua espada ir além do normal, fazendo explosões enormes de fogo, acertando violentamente os minotauros. Por mais que fosse alto seu ataque, sua defesa ainda era um problema, e acabou sendo ferido ferozmente no braço esquerdo, fazendo sair muito sangue e o deixar mais fraco.

O Carlos, por mais que quisesse, não conseguia atingir os minotauros de uma forma razoável, apanhava muito, mas isso não evitou que continuasse lutando.

 

Era uma guerra. Centenas de minotauros contra 4 poderosos rapazes! Enquanto isso, na observação, via o que ocorria o minotauro mage, sempre achando graça de tudo...

 

Mane muito machucado começa a perder as forças. As runas de seu pai ja estavam acabando, e o mesmo teria recebido ferozmente um ataque de um minotauro pelas costas. O André estava cada vez mais fraco com seu braço quase decapitado e o fogo da sua espda cada vez menor. E o pobre do Carlos, ainda apanhava violentamente.

 

Será que ainda há esperança?

 

-------------------------------------------------------------------

 

Ultimo Capitulo:

 

Capitulo 7 - A profecia foi cumprida, descanse em paz Rookgaard!!!

 

Tudo ja parecia sem esperança. Todos pareciam estar derrotados. Até que um grito surge no meio daquela batalha. Era do Couto Jovidam!

 

CJ: PAREMMMM!!!! NÃO PERMITIREI QUE MACHUQUEM MEUS AMIGOS!!!!

Minotauro: Com você acordou? Volte a dormir rapaz!!!!

CJ: CALE A BOCA!!!

 

Imediatamente o Couto lançou uma espada da sua bainha derrotando o minotauro com apenas um golpe.

Imediatamente os 2 outros amigos deles se levantam, meio que incociente logo se manifestam:

 

Lordfire'Rook: O que esta acontecendo?

Dallheim: Ai minha cabeça, onde estou? Epa! São aqueles minotauros Couto... vamos derrota-los!

Lordfire'Rook: Isso mesmo... agora eles me pagam pelo que fizeram comigo!!!

 

Os 2 sairam do pedestal onde estava e foram para ao lado do Couto.

 

Couto: Morreremos aqui, mas para ajudar nossos amigos!

Lordfire'Rook: Vocês me pagam minotauros desgraçados

Dallheim: Irão ser destruidos imediatamente!!!!!

 

Logo Dallheim e o Lord sacam suas espadas, e atacam bruscamente os minotauros, os quais consegue destruir alguns, mas logo perdem suas forças.

Mane e seus amigos continuam a ser atacados bruscamente pelos minotauros.

 

Mane: Coutoooo!!!

Couto: Agora ja chegaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

Rapidamente ao dizer isso, sua espada se transformou, mudou sua forma, como se ele e sua ira tivesse se juntada em apenas um. E surgiu em sua mão a lendaria espada da fúria! Rapidamente isso tambem aconteceu com a espada do Dallheim, Lord e do Mane.

 

Couto: Agora vocês me pagam!!!!!!

 

Com apenas uma rajada, Couto destroi todos os minotauros rapidamente. Porem isso fez que gerasse um grande terremotro. O minotauro mage ao ver isso, sai imediatamente e entra por um portal. O terremoto continuava e tudo começava a ser destruindo.

 

Mane: O que é isso? Que poder que possui esta epada... Não consigo a controlar.

Lordfire'Rook: Temos que sair imediatamente daqui, vamos!

Opim: Esperem, não vão ainda!

Mane: Opim??? OPIM!!!!

 

Apareceu a voz do Opim ao longo do salão repleto de minotauros mortos.

 

Opim: A profecia foi comprida. Finalmente foi manifestado os 4 guardiões humildes, aguardado a muito tempo: Couto Jovidam, Lordfire'Rook, Dallheim e o Mane!

Mane: Eu... mas como? Porque eles não me pegaram?

Opim: Acredito que não ficou sabendo da invasão em rookgaard. Aquela invasão foi para pegar você. O minotauro mage já sabia que estava em seu labiinto, mas os minotauros não, e ainda foram para conseguir alimento.

Mane: Que desgraçados...

Opim: André e Erestaucio, ao entrar naquele portal, serão teletrasportados para Carlin. Infelizmente rookgaard não aceita nenhuma pessoa com vocações aqui. Mane, Couto, Carlos, Lord e Dallheim... Destruam o Minotauro Mage! Rookgaard depende de vocês. Esse lugar aqui, sera lacrado por milhões de pedras desse terremotro. Quero que chamem esse lugar de labirinto da furia (Mazy of Fury), pois este labirinto, foi repleto de maldade e escuridão. A pouca parte dele que não sera destruida, sera tomada pelos esqueletos dos minotauros mortos. Acredito em vocês e boa sorte!

Mane: Ok, agora é melhor irmos logo, antes que tudo desabe em cima da gente! Adeus pai!

PdM: Adeus Filho...

Opim: Espere Mane!!!! Sua missão já acabou em rook. Você devera partir para Carlin!

Mane: Como é que é?

Opim: Após derrotar o minotauro mage, devera seguir para Carlin, derrotar o proximo Guardião Sagrado. Você e seus amigo.

Mane: Porque eu? Eu sou de rook, não quero deichar de ser.

Opim: Você não deichara de ser. Fale com a Amber! Depois da invasão ela ficou escondida em uma parte em baixo da biblioteca da cidade. Ela a levara para Carlin de graça.

Mane: Amber? Mas... poucos confiam nela... e ela não fabricava chapeus?

Opim: Por muito tempo ela esteve aqui com apenas uma missão. Teletranportar jogadores da ilha para a cidade e vice-versa. Porém so faz isso se realmente necessario. Ela ja sabe que devera o fazer. Por isso não é muito bem relacioada com os outros... eles acham que ela pode ser um perigo para rookgaard.

Mane: Ok, assim o farei!

Opim: Jogarei em ti mane, meu espirito. Você ira para a cidade como rooker, mas sera melhor que qualquer vocação. Sera uma especie de mistura, otimo ataque e defesa, otima sabedorioa de magia e otimo arquero.

Mane: Obrigado Opim.

Opim: Dallheim, você devera ser o guarda de rookgaard. Não permita que ninguem inferior aos 15 anos de rookgaard passe pela ponte. Caso aconteça qualquer invasão você e sua spike sword dará um jeito.

Dallheim: Certo, assim irei.

 

Metade da Caverna já havia sido destruido. Andre e o Pai do Mane, ja haviam entrado no portal, indo pra Carlin e provavelmente esperando o Mane.

 

Couto: Vamos entrar juntos, ok? Um... dois... TRÊS!!!!

 

Na mesma hora eles apareceram em uma sala com um portal. Dentro de uma sala estava o Minotauro Mage.

 

Minotauro Mage: Vocês não poderão me derrotar tão facil.

 

Ao dizer isso, todas as portas da sala se abrem, e alguns minotauros surgem. Mane, Lord, Dallheim e Couto tiram sua espada da furia e com apenas um ataque cada, destroi todos os minotauros.

 

Minotaura Mage: Isso não é possivel!!! Como pode???

 

Couto: Você ficara preso aqui para eternidade minotauro mage. Não iremos o matar!

Lord: O portal que permitia que você vinhesse para esse mundo foi lacrado.

Dallheim: Trancaremos você nessa sala para a Eternidade com uma chave. E ela ficara muito bem guardada!

Minotauro Mage: Nãooooo

Mane: Você foi derrotado!

 

Quando viram-se e vão saindo da sala, o minotauro mage lança uma rajada de fogo, que é recebido pelo mane, com uma runa de bola de energia negra, que atravessa sua rajada e acerta o minotauro mage bem na cara, o fazendo cair e deichar muito machucado.

 

Mane: Estive preparando ela, desde que chegamos nessa sala... sabia que ia precisar. Chamam ela de sd...

Couto Jovidam: Boaaa Mane!!!

 

Após sair da sala e trancar as portas onde estava o minotauro mage, mais uma coisa foi descoberta.

 

Carlos: Veja só... aqui é o Salão dos Minotauros, onde existe a missão de uma espada chamada carlim e uma vara de pesca... não é?

Lord: É sim Carlos.

Couto: Carlos... tome essa espada!

Carlos: Mas... é a espada da furia... ela é sua, você é o humilde.

Couto: Eu sei, mas não vou ficar em rook. Quero me tornar um guerreiro da cidade como sempre sonhei. Quero ajudar você Mané, a achar os Guardiões Sagrados.

Carlos: Tem certeza...? Bom, então obrigado.

Couto: Treine bastante com sua espada. Use sua força e raiva nela que seu poder almenta. Sei que estara segura com você.

Carlos: Claro.

 

Couto foi ao Oraculo, pedir que o transformasse em guerreiro, mas tambem que partisse com o mane até Carlin, para o fazer compania. E assim foi permitido.

Depois de receber a noticia da morte do seu pai, Couto, sabia que sua missão ja estava mesmo além de rook. Viver vingando a morte de seu pai.

Foram até Amber e pediram para que os levasse até Carlim. Seguiram ate sua jangada e la subiu Mane e Couto, juntamente com a Amber.

A corda foi desamarrada, e a jangada lentamente começava a partir. Iam ao encontro do Pai do Mane e do André.

 

Carlos: Adeus Mane!!!! Até breve!!! Estaremos esperando você!!!

Lordfire'Rook: Fiquem tranquilos que protegeremos Rookgaard com todas as forças, e em quanto estivermos aqui ela ficara segura.

Mane: Eu sei que vai!

Dallheim: Boa Viajeeem!!!!!

Mane: Eu ainda voltarei!!!

 

Enquanto o Barco se distanciava de rookgaard, Mane ria... tudo havia passado tão rapido... não tinha dado tempo de se despedir dos amigos... seu espirito de aventura era mais forte. Deitado, olhava pro sol forte que batia em seu rosto e sabia que rookgaard estaria protegida. A professia foi comprida. Descanse em paz rookgaard.

 

---------------------------------------------------------------------------

 

Este foi o final da serie "Mane de Rook e o Misterio da Caverna Perdida", sua localização em rookgaard, e a caverna perdida o Mazy of Fury.

Foi apenas uma historia inventada 100% montada por mim. Não seria a historia correta do mazy of fury, ou qualquer coisa parecido.

Os personagens: Mane de Rook, Couto Jovidam e Lordfire'Rook, são personagens verdadeiros, Mane e Couto de Honera e Lordfire'Rook de Eternia (creio eu).

Após final desta serie, pode-se surgir muitas duvidas não solucionadas sobre a serie, partes subjetivas e partes do quebra-cabeça a qual alguns talvez não encontraram, como a morte da mão do Mane, Como entraram na caverna, entre outros. Para isso e outros, Estou criando o "Estudo Completo do Roleplaying Mane de Rook e o Misterio da Caverna Perdida".

Após alguns dias estarei postando. Espero que tenham gostado.

 

Perceba que o final ainda deicha uma continuação, o qual sera feito ao proximo Roleplaying do Mane de Rook, com sua aventura em Carlin, juntamente com o Couto, André e Seu Pai, além de novos personagens que sugirão.

Antes de criar o Roleplaying, desejo ver o andamento dessa hitoria (portanto postem sua opinião ;D), e ler um pouco sobre a historia de Carlin.

 

Abraços.

Edited by Magodasabedoria
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 52
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Hooooo....

 

Para a primeira vez, está ótimo :)

 

Com um suspense legal e bastante criatividade.

Parabéns cara.

 

É claro, como é sua primeira história, falta algumas coisinhas, como um detalhamento maior do ambiente e um maior envolvimento com a história.

Porém está "bem boa" para a primeira vez, com o tempo, você melhorará, com certeza ;D

 

Nota: 8 (Em seu nível atual)

 

 

Atenciosamente, JV

Link to comment
Share on other sites

Que bom que estão gostando ;D

O terceiro episodio vou se coloco amanha...

E obrigado pelos comentarios ate agora.

 

@Jv

Pode crer que eu vou rever essas "coisinhas". Espero que um dia você me de nota 10 \o/

Link to comment
Share on other sites

Está melhorando em Rodrigo.....

 

Estou gostando de ver....

 

Quer uma dica?

 

Leia Harry Potter é um livro bem detalhado e "dinâmico", se você ler, vai melhorar sua escrita em 3x.

 

Nota 8,3 para o Capitulo 2

 

Atenciosamente, JV

Link to comment
Share on other sites

Capitulo 3 - Missões: A aventura começa

 

PdM(pai do mane): Temos que fazer alguma coisa. O Mane e o Couto não aparecem a muito tempo. Deve ter acontecio algo!

PdC(pai do couto): Realmente... eles foram treinar perto da caverna de onde sua mulher morreu...

PdM: Mas ja procuraram muito por lá. A caverna não é tão perigosa. Creio que todos que possuem mais de 15 anos são capazes de derrotar os 2 montros que lá habitam. Não se sabem de onde surgiu aquele monstro que derrotou minha mulher.

PdC: Eu entendo... Mas acho que deicharam passar algo. Pegue um objeto que pode furar a terra e um que possa cavar, para assim damos uma "explorada" melhor. Irei tambem pegar um mapa, para facilitar nossa busca.

 

Assim, ambos bem equipados e com um mapa, seguiram pela floresta ate a casa do pai do Mane, pegar os tais objetos. Entrando na fazenda, foram rapidamente até o quarto e após os pegar foram em direção a caverna onde sua mulher estava morta.

Estava escuro e perigoso. Eram atacados constantementes por montros, porem suas corajem eram imensas e por mais que quisessem não eram capazes de parar.

Chegando na caverna, ambos entraram cuidadosamente e após isso seguiram para dentro. A caverna era pequena e fechada, não havia lugar para irem de muito espaço. Com dois andares, uma com trolls e outra com orcs, era impossivel encontrar algo por ali. Porém, enquanto cada um dava uma volta, o Pai do Mane achou no chão o colar do Mane que tinha ganhado do seu avó, o que confirmava sua presença. O pai do Mane pegou o objeto utilizado para cavar e o pai do Couto pegou o outro objeto que era capaz de furar a terra. Ambos começavam a explorar, em tudo que era lugar. Sem muitos resultados, depois de algum tempo explorando sairam tristes da caverna por não ter conseguido achar nada.

 

PdM: O que você acha? Não é possivel que não tenha nada, meu filho esteve aqui, olhe seu colar!

PdC: Ja olhamos em tudo, daqui a pouco vai amanhecer. Olhe, porque não vamos procurar algo para comer, e depois levamos algum alimento para a caverna? Nós voltamos quando manhecer e vamos dar uma explorada melhor. Estou morrendo de fome...

PdM: Compreendo... ainda sim quero procurar mais. Olhe, vai caçar algo para nós que eu continuarei por aqui.

PdC: Tudo bem, você que sabe! Eu já volto.

 

Pegando o caminho de volta, o pai do Couto não sabia que ele nunca mais iria voltar...

 

Mane e Carlos corriam rapidamente pela caverna de onde ouviram o grito do Couto. Mas já como o grito tinha parado não souberam exatamente o caminho. Quanto mais andavam, parecia que mais se perdiam e se destanciavam do Couto.

Quando estavam cansados e resolveram dar uma descansada, aparaceu um guerreiro, vindo do lado oposto:

 

Opim: O que vocês fazem por aqui? Não sabem que esta caverna é amaldiçoada? Quem entra aqui jamais sai!!!

Mane: Quem é você? De onde você veio?

Opim: Me chamo Opim. Eu moro dessa caverna. Sou o unico que sei onde fica a saida desse local. Porem não é tão facil.

Carlos: Nós ajude por fa...

Opim: SILENCIO SER INSIGNIFICANTE! Da pra ver que vocês são um bando de principiantes. Nessa caverna moram monstros inimaginaveis. Seres das trevas costumam a cultuar por aqui. Posso saber porque vieram para ca?

Mane: Eu estava treinando com meu amigo Couto, ai encon...

Opim: Espere... você disse Colto? Um garoto que tambem entrou aqui um pouco mais cedo?

Mane: Sim, você o conhece?

Opim: Ele falou comigo. Ele caiu em um buraco infestado de monstros da terra que rastejam. Provavelmente esta morto agora.

Mane: Como pode dizer isso? Esta querendo dizer que existe muitos desses poderosos montros da terra que rastejam no chão?

Opim: Estou tentando dizer que esse é um dos montros mais fracos dessa caverna. Muito mal um guerreiro ou Mago da Cidade conseguiria os enfrentar.

Carlos: Estamos ferrados... e agora senhor? Meu irmão tambem deve estar por aqui!

Opim: Felizmente como tinha dito sei como sair. Mais para isso vocês tem que passar por 5 dificeis missões. Cada uma mais perigosa que a outra. Bom... quando entrei aqui tinha 3 amigos, cada um com um objeto magico. Ao serem mortos, os objetos ficaram guardados em uma sala. Sua primeira missão é localizar onde estão os 3 objetos magicos. Eles os ajudarão nas proximas missões.

Mane: Sim claro. Vamos dar uma explorada.

Opim: Muito cuidado. Muitos segredos se encontram por esse lugar. Já vivo aqui a anos e nunca consegui conhece-lo por inteiro...

 

Com isso Mane de Rook e Carlos, foram procurar os 3 objetos magicos para tentar escapar da Caverna.

 

E agora? Porque sera que o Pai do Couto nunca mais ira voltar? O que vai acontecer? E o pai do mane, sera que vai achar o caminho? Quem sera esse Opim? Que monstros e misterios ainda são guardados nessa maldita caverna? Sera que irão achar os 3 objetos magicos? Sera que o Couto realmente morreu? E o irmão do Carlos, onde estara uma hora dessas? Muitas duvidas surgem nessa parte da historia. Misterios e mais misterios aparecem. Muitas coisas ainda acontecerão no proximo capitulo de Mane de Rook e O misterio da Caverna Perdida.

 

-------------------------------------------------------------------------------------

 

@Jv

Pode deichar, irei ler... escrevi esse episodio antes de ver seu comentario... Pode deichar que do capitulo 4 em diante sera bem melhor. Eu tenho esse livro, vo da uma "lidinha" antes de dormir hoje, e tambem vou procurar outros lugares que tenham Roleplaying para poder me basear melhor.

Nesse 4 capitulo, ainda achei meio pobre, tentei criar uma coisa acabou saindo outra, hehe, mas ate que ficou legalzinho...

De qualquer forma valeu pela ajuda que você ta me dando ;D

Hoje leio o livro e procuro outros Roleplaying, amanha quero ver se boto o capitulo 4!

Edited by Magodasabedoria
Link to comment
Share on other sites

Pode deixar Mago~, sei que você pode melhorar.

Uma dica, tente postar somente depois de acumular uma quantidade de posts/visualizações, para a galera animar a deixar seu comentário ;D

 

Acho que você poderia colocar o link do CAP 3 no tópico principal também.

 

Sobre o CAP 3, nada a declarar, você manteve o mesmo nível, que é bom para uma pessoa de nível iniciante.

 

Atenciosamente, JV

Link to comment
Share on other sites

Capitulo 4 - A invasão

 

O pai do Couto ao amanhecer, caminhava pela floresta em busca de comida o suficiente para explorar mais cavernas até encontrar seu filho e o filho de seu amigo. Depois de andar um pouco, chegou a um campo de animais, e com sua espada começou a caça-los. Apos alguns minutos, tinha uma quantidade suficiente e resolveu voltar a falar com o Pai do Mane.

Enquanto voltava pela floresta já de manha, viu uma fumaça subindo do lado oposto da floresta. Curioso, rapidamente foi ver o que era e se encontrava alguem que pode-se o ajudar. Chegando perto, viu que era um tipo de acampamento, porem não era um acampamento normal... Estava repleto de Minotauros. Provavelmente não estaria ali por muito tempo. O pai do Couto assustado, resolveu chegar mais perto para saber o que estava acontecendo ali. Atraz de algumas árvores é capaz de ouvir uma conversa de dois minotauros:

 

Mino1: Isso esta demorando muito... estou repleto de fome.

Mino2: Calma, quando atacarmos a cidade, o corpos de todos seus habitantes serão nossos. Comeremos o bastante e voltaremos com muita carne ainda para nossa carverna.

PdC: (Então esiste uma caverna repleto de minotauros... e eles vão atacar a cidade?? Mais que droga...)

 

O pai do Couto assustado, resolveu voltar rapidamente para a caverna e pedir ajuda do pai do Mane, assim ambo voltariam para a aldeia e preparar o povo. Porém não foi como planejado...

 

Mino1: Epa, quem é esse ai?

Mino2: É UM HUMANO!!! SAI DAI IMEDIATAMENTE

Mino1: Acho que já achei meu petisco, hehe

Pdc: Me deichem em Paz, porfavor! Prometo que não farei nada contra vocês, piedadeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!!!!!!

Pdc: ***

Mino2: Agora que o matamos, vamos come-lo aqui mesmo, não quero repatir com os outros, hehe.

Mino1: Sim... claro. Daqui a pouco vamos atacar finalmente a cidade!

 

O pai do couto, ao ver que o pai do Couto demorava muito, resolveu explorar a caverna por si mesmo. Depois de pouco tempo, ouviu um barulho dentro da caverna. Escondido, correu para ver o que era. Uma parede tinha se aberto e de la saio dois minotauros. Apos ambos sairem, a porta ainda permanecia aberta, abrindo um caminho e um buraco. Rapidamente o pai do Mane entrou e desceu o buraco.

 

******

 

Ao amanhecer o povo de Rookgaard acordava. Crianças saiam de suas casa e iam brincar, lojas começavam a se abrir, guerreros começavam a se preparar para treinar. Enquanto isso, no acampamento de Minotauros, mais dois chegavam... Os mesmo que haviam saido da caverna. Pouco tempo depois, todos saem armados e equipados seguindo para a cidade.

 

Criança: Papai, o que são aquilo se aproximando?

Andre: Droga... são minotauros... o que isso??? São milhares!!!!! PROTEJAM-SEEEEEEEEE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Minotauro: ATACAAAAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

Os Minotauros começaram a entrar na cidade e destruir tudo. Nada conseguia escapar. Nem crianças, nem adultos, nem velhos, nem guerreiros fortes e valentas da devastosa invasão que acontecia. Casas foram destruidas, lojas e tudo mais que podia ser imaginado. Andre se escondeu atraz de uma casa, com seu filho. A casa foi atacada pelos minotauros, fazendo ser destruida e a telha caiu em cima da criança, a matando na hora. Andre desesperado vendo seu filho morto, perde o controle e começa a ficar muito nervoso. Rapidament correu, escondido dos minotauros, saio da cidade e escondeu na floresta, ainda sim os observando. Chorando, pela sua familia destruida.

Após 1 horas de devastações e lutas, os minotauros deicham a cidade. Andre escondido, resolve os seguir. Eles começaram a seguir um caminho da floresta com varios corpos, e entraram em uma caverna. A mesma caverna onde esta Couto, Mane, Pai do Mane e Carlos. Andre os seguiu ate seu interior. A porte secreta abriu e os minotauros começaram a entrar. Depois que todos entraram, escondido o Andre tambem entrou. Com cuidado começava a vaculhara a caverna. Não sabia ele no perigo que tinha entrado.

 

E agora? A cidade de Rookgaard foi totalmente destruida. So existe alguns sobreviventes. O que vai acontecer com Andre? Onde estarão Mane e Carlos? E o Couto, sera que esta vivo? E os Minotauros, o que fazem naquela caverna? Aquele seria "sua moradia"? Que perigos ainda estão escondidas na caverna? Muitas coisas ainda acontecerão no proximo capitulo de Mane de Rook e O misterio da Caverna Perdida.

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

×
×
  • Create New...