Jump to content

Avaliação de redação para o enem


Furabio

Recommended Posts

 

 - Tema : LIBERDADE DE EXPRESSÃO E GUERRA AO TERROR : Estamos dispostos a assumir o risco ?

 

Texto :

 

Segundo Zygmunt Bauman, sociólogo polonês, a falta de solidez nas relações sociais, politicas e econômicas é característica da "modernidade líquida" vivida no século XX. Somado a isso surge os problemas relacionado à liberdade de expressão, se por um lado, é um direito nosso, por outro, se usado indevidamente, pode ser o estopim de vários problemas.

 

No que se refere à liberdade de expressão ser um direito nosso, nem sempre foi assim, visto que antigamente nos era negado se expressar sobre o que o ocorria ao nosso redor. Após vários conflitos esse direito foi conquistado e consigo veio a evolução do mundo, haja vista que opiniões, criticas, que nos foi permitido, contribuíram para o surgimento de novas ideias, a tecnologia que vivenciamos hoje, reflete essa realidade.

 

Não obstante, que o uso indevidamente da liberdade de expressão, não só pode ocasionar problemas sociais, como também incitar descontentamento naqueles não gostaram na sua forma de se expressar, os fazendo se sentirem ofendidos. Um grupo de jornalistas franceses fizeram uma "charge" irônica sobre a religião islâmica, algo que acontece frequentemente com outras religiões e demais assuntos, no entanto houve um descontentamento por parte de alguns islâmicos, ocasionando em um ataque terrorista ao local.

 

Entende-se, portanto, que a liberdade de expressão é benéfica ao mundo, desde que seja aliado ao bom-sendo e valores éticos de nossa sociedade, para então evitarmos quaisquer problemas que possam vir a ocorrer.

 

---------------------------------------------------------------------------------

@Caronte, @Daniel, @Danihcv, @Night Wolf, @Skulls.

Edited by christensen
Link to comment
Share on other sites

Citar Bauman pode ser senso comum, fazendo sua avaliação ñ ser tão bem vista (pois o avaliador pode estar cansado de já ter lido outras mil redações citando a mesma coisa).


Não sou professor de português, mas já passei por todas as provas de português do ensino médio, então aqui tem algumas correções de concordância, pontuação e alguns comentários pra ajudar a melhorar a sua argumentação:

Citar

Segundo Zygmunt Bauman, sociólogo polonês, a falta de solidez nas relações sociais, politicas e econômicas é característica da "modernidade líquida" vivida no século XX. Somado a isso surgem os problemas relacionados à liberdade de expressão. Se por um lado, é um direito nosso, por outro, o uso indevido (ou desmedido) pode ser o estopim de vários problemas.

 

No que se refere à liberdade de expressão ser um direito nosso, nem sempre foi assim, como nos tempos da ditadura, por exemplo. Nos era negado a possibilidade de expressar-se sobre o que o ocorria ao nosso redor. Após vários conflitos esse direito foi conquistado e consigo veio a evolução do mundo, haja vista que opiniões, criticas, que nos foram permitidos, contribuíram para o surgimento de novas ideias. A tecnologia que vivenciamos hoje, reflete essa realidade. *[como que reflete? esse ponto ficou meio em aberto]*

 

Não obstante, o uso indevido da liberdade de expressão não só pode ocasionar problemas sociais, como também incitar descontentamento naqueles que não gostaram da sua forma de se expressar, fazendo-os se sentirem ofendidos. Um grupo de jornalistas franceses fizeram uma "charge" *[por que as aspas em "charge"?]* irônica sobre a religião islâmica, algo que acontece frequentemente com outras religiões *[exemplos? Pra embasar sua afirmação]* e demais assuntos, no entanto houve um descontentamento por parte de alguns islâmicos, ocasionando em um ataque terrorista ao local.

 

Entende-se, portanto, que a liberdade de expressão é benéfica ao mundo, desde que seja aliada ao bom-senso e valores éticos de nossa sociedade, para então evitarmos quaisquer problemas que possam vir a ocorrer.

*só é comentário o que está entre *[asteriscos e colchetes]*, o que tá entre parênteses faz parte do texto.


*lembrando: fiz as correções para as formas que eu acho que sejam as corretas. Posso ter me enganado em algum(ns) caso(s).

Link to comment
Share on other sites

26 minutos atrás, Danihcv disse:

Citar Bauman pode ser senso comum, fazendo sua avaliação ñ ser tão bem vista (pois o avaliador pode estar cansado de já ter lido outras mil redações citando a mesma coisa).

 

Não sou professor de português, mas já passei por todas as provas de português do ensino médio, então aqui tem algumas correções de concordância, pontuação e alguns comentários pra ajudar a melhorar a sua argumentação:

*só é comentário o que está entre *[asteriscos e colchetes]*, o que tá entre parênteses faz parte do texto.

 

 

*lembrando: fiz as correções para as formas que eu acho que sejam as corretas. Posso ter me enganado em algum(ns) caso(s).

 

Thx.

 

Citar alguns filósofos na maioria dos casos é "uma faca de dois gume", posso ganhar alguns pontos ou até mesmo perder bastante com o uso do mesmo, é algo que não sou de usar, mas após ler várias redações nota 1.000, decidi que o uso do mesmo é de grande importância. Ainda estou procurando citações que dificilmente outro estudante usariam.

 

Obrigado pelo feedback, muita coisa por mim passou despercebido e sobre a parte do mais exemplos é que fiquei limitado a 30 linhas, a redação cobriu 29 linhas hahaha.

Edited by christensen
Link to comment
Share on other sites

@christensen, ss, eu entendo q a qntd de linhas é um fator limitante, mas tente ao máximo sempre que mencionar algo novo, finalizar esse assunto novo.

E sobre a citação: na minha opinião se for pra vc optar por uma contextualização entre cita algo do senso-comum, ou não citar nada, eu acho melhor citar mesmo. Só  falei isso anteriormente pra te deixar mais esperto quanto a isso.

Mas vc já tá indo mt bem. ^^

Link to comment
Share on other sites

  • Administrador

Mencione a falta de interatividade humana nas novas gerações, é importante falar sobre. Afeta diretamente as diretrizes comportamentais da espécie.

*Um exemplo disso, que você pode citar, é o abuso no uso de aparelhos eletrônicos.

Link to comment
Share on other sites

Não cite nada

Pode ser radical isso mas os caras do Enem querem ver sua visão e não o quanto você sabe da visão de outros

Também fazia assim e só ficava com 500~, no último ENEM resolvi escrever tudo na minha visão (obviamente sem falar "eu penso" essas regrinhas que você já sabe) e tirei 820 se eu não me engano

até passei pra ed. física no sisu por causa dessa nota extra mas caguei e não quis ir

Link to comment
Share on other sites

@Danihcv vou ficar mais atento nisso para as próximas redações.

 

@Daniel Sim eu poderia ter citado isso, mas eu acredito que fugiria da proposta que eu estava redigindo que é "sobre o impacto negativo e positivo da liberdade de expressão na sociedade atual".

 

@Andre Miles Você esta certo e errado ao mesmo tempo hahahaha, como tu disse a banca quer ver minha visão sobre o problema e não a visão de outros. Entretanto a redação é um texto dissertativo argumentativo, logo o principal foco da minha redação é convencer o leitor que estou "correto" sobre o que digo, e não existe nada melhor para tornar seu argumento mais forte, do que usar os pensamentos de Einstein, Darwin, Durkheim, Aristóteles, entre outros filósofos, sociólogos, físicos que contribuíram muito para a sociedade.

No entanto como citado já acima, tem que ser bem usado.

 

Edited by christensen
Link to comment
Share on other sites

Tem um tempo que eu fiz enem, mas vamos çá.
Gostei da sua argumentação, no que diz respeito aos elementos que você tentou usar. Porém, acho que o texto em si deixou muito a desejar. Para mim ficou vazio, faltou destrinchar mais os argumentos que você levantou e, de alguma forma, ligá-los de forma a criar uma coesão no seu texto que leve ao seu desfecho, isso é, o que você quer, pretende e propõe com o mesmo, ou mais conhecido como a sua proposta de intervenção (essencial no enem, uma grande perda de pontuação é computada na falta da mesma e, pra mim, você não levanta nenhuma).
Acho que ta no caminho certo, mas tem muito a melhorar. 

Não gosto de me gabar, mas tirei acima de 800 em todas as que fiz, sempre mandei bem em redação no colégio, gosto de escrever e já, inclusive, ganhei concursos de redação.
Sei que nada disso é algo relevante, mas acho que meu feedback pode ser bem positivo pra sua melhora.

 

@Sobre as citações, não acho que seja um problema ou algo que será mal encarado. Tudo depende da forma que você a faz, o que pretende com ela e como a utiliza. Se fizer da maneira correta, somará pontos com isso. Se fizer de forma clichê ou extremista, será julgado e penalizado, na maioria dos casos.

 

Abraços,

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

-Citações são boas sim, desde que sejam usadas com sabedoria, não é legal você sobrepor sua argumentação com a citação.

 

Em 27/06/2016 at 16:30, Andre Miles disse:

Não cite nada

Pode ser radical isso mas os caras do Enem querem ver sua visão e não o quanto você sabe da visão de outros

Também fazia assim e só ficava com 500~, no último ENEM resolvi escrever tudo na minha visão (obviamente sem falar "eu penso" essas regrinhas que você já sabe) e tirei 820 se eu não me engano

até passei pra ed. física no sisu por causa dessa nota extra mas caguei e não quis ir

 

Sim, mas querer ver a visão do candidato não exclui necessariamente o uso da citação, num Enem uma garota citou um romance de George Orwell, no qual existia algum tipo de relação social que não me recordo. A garota tirou nota 1000.

 

 

@christensen

-Tente não usar primeira nem segunda pessoa, o texto deve ser pouco pessoal, assim como uma matéria de jornal, você tem que tentar fazer uma avaliação clara e objetiva, para que haja uma proposta de intervenção que satisfaça o maior número possível de pessoas, consequentemente o corretor. O seu texto é dissertativo

 

-Evite o rebuscamento excessivo, use-os quando não houver palavra melhor para descrever, imagina se você coloca uma palavra que nem o corretor sabe? Eles podem ser formados, mas com certeza não conhecem todas as palavras do português, e vão tirar ponto por você fazer eles perderem tempo. Tente usar como pronomes para não repetir palavras.

 

-O que @Skulls disse realmente tem total sentido, o seu texto ficou um pouco vago. Tente reunir ideias antes de montar o texto, exemplo:

 

Liberdade de expressão e Guerra ao Terror - Como não li o texto de apoio vou assumir que seja o atentado do Charlie Hebdo, que você citou, mas posso desviar do tema a seguir, o importante é que você entenda a ideia.

 

Exemplo de coisas que você pode rabiscar antes de começar a introdução:

 

- Censura de 64 no Brasil 

- Intolerância religiosa / Radicalismo religioso

- Humor negro

- Liberdade?

 

Não pensei muito para escrever acima, a introdução precisa ser uma compilação de alguns assuntos, você não precisa citar todas elas, porém inserir um contexto para que abra espaço para argumentação nos parágrafos anteriores. 

 

 

Quando se trata do enem, você precisa de um punhado de sorte também, existem vários casos de redações corrigidas porcamente, pois ninguém quer corrigir 1000 redações de enem para ganhar algum dinheiro, além disso ouvi já de várias fontes que as correções são pagas por comissão.

 

Meu amigo tirou 900 em 2014, já em 2015 tirou 600. (Acho que ele escreve melhor que eu, ele é meu rival/melhor amigo e estuda para medicina) 

 

O que eu escrevi não é 100% certo, mas é o meu ponto de vista sobre o enem e o modo de se escrever a redação do mesmo.

 

Aaaah, lembre-se, você deve usar os textos de apoio, pode até tirar informações deles, mas não copie-os, use para entender do que se trata e criar sua redação em cima do problema abordado neles.

 

Por exemplo, um candidato pode ter sua redação zerada se no tema publicidade infantil, ele abordar comerciais feitos com crianças, porém nos textos de apoio fica claro que a publicidade em questão é a direcionada a crianças e não necessariamente feitos com crianças.

Edited by Caronte
Link to comment
Share on other sites

@Caronte

Bons feedbacks eu sabei. Sobre a citação ainda, uma menina ficou famosa por tirar mil citando a pepa pig. Realmente não eh um problema, o segredo está na forma que é feito.

 

Abraços.

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

A introdução não se correlaciona bem com o desenvolvimento, poderia ter citado Snowden ao invés de Balman(foge do senso comum e se correlaciona melhor com o tema), texto curto demais e com pouco conteúdo, intervenção comum demais, erros de português bobos, redação claramente feita com pressa. Mas relaxa, a nota da redação é overated, só vai te ferrar se a nota for muito baixa.

Link to comment
Share on other sites

  • Recently Browsing   0 members

    • No registered users viewing this page.
×
×
  • Create New...